Transição capilar – Autoestima, força e opinião alheia!

Oii pessoal, tudo bem? O post de hoje é sobre TRANSIÇÃO CAPILAR, eeee! Sei que comecei a falar sobre o assunto e depois de uma sumida, mas hoje vocês entenderão o porquê. Fiz esse post mais como um bate papo mesmo, uma forma de desabafo para contar pra vocês tudo o que aconteceu nesse tempo, o que vou fazer de agora em diante e tudo mais.


Desde de que entrei na transição (aqui já expliquei o por que e como estava lidando com isso no começo) confesso que tudo ficou mais difícil. Não nego pra ninguém, já expliquei no outro post que fazer a transição não era apenas por escolha, mas sim por necessidade. Mas hoje, depois de alguns meses de transição (8 se eu não me engano) confesso que já mudei aquele pensamento sobre me gostar mais de cabelo liso. Hoje consigo gostar dos dois!

Primeiras finalizações e day afters:




Também não vou negar as recaídas, voltei a usar a chapinha e confesso que isso me animou muito de como eu estava me sentindo. Essa fase da transição é um período complicado que, só quem passa, sabe. Ver o seu cabelo indefinido, armado e sem vida, é algo que mexe muito com a autoestima e é complicado não saber como lidar com isso.

Eu me olhava no espelho e não gostava daquilo que estava vendo. Mas ao mesmo tempo, eu também via que aos poucos o meu cabelo estava melhorando. Estava começando a formar os cachos de maneira mais definida e que, se eu tivesse paciência, talvez ele voltasse a ser o natural que era (ou parecido com ele).

Isso foi algo que mexeu tanto comigo, que eu simplesmente sumi das redes sociais por um tempo. Para quem postava 3 fotos por dia, estava postando umas 2 por mês. Como eu não estava bem comigo mesma, não me sentia segura para transmitir algo bom para alguém. Hoje eu percebo como precisei desse tempo.

Depois de uns 5 meses:


Outro ponto importante, é a opinião alheia. Principalmente nessa fase, uma das coisas que mais me dão vontade de desistir é quando alguém fala “E esse cabelo, quando vai alisar?” “seu cabelo é mais bonito liso” “ahhh, até que fica bonitinho assim” e por aí vai. Eu juro que se eu tivesse dado bola pra todas as vezes que ouvi isso, já teria alisado.

Não é fácil, mas a única dica que eu posso dar e que realmente funciona, é: simplesmente ignore. Todas as vezes que alguém te falar para desistir, lembre-se dos motivos que te trouxeram até aqui. Todas as vezes que pensar que não consegue, lembre-se de tantas outras pessoas que passaram e ainda passam pelo o mesmo que você. Procure grupos no facebook de transição, veja vídeos no youtube, procure coisas que te mostrem como é possível. E acima de tudo, como você é capaz!

Últimas finalizações:


Aos poucos voltarei a compartilhar como estou nessa fase da transição. Tudo vai depender de como eu estiver me sentindo e conforme as coisas forem evoluindo (ou não) volto aqui e compartilho tudo com vocês.

Alguém aqui já passou por isso ou conhece alguém que está na transição? Me contem aqui nos comentários.

Te encontro no próximo post,


Beijos da Tami. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário