Resenha: Eu me chamo Antônio - Pedro Gabriel

Olá, como você se ama? De agora em distante, aproxime-se. 


“Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. ”


 Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada. A mente por trás de Antônio é Pedro Gabriel.



Confesso que sou suspeita para falar do livro e todas mensagens que Pedro Gabriel transmite com seus guardanapos. Este é sem dúvidas, um dos meus livros preferidos. Tem poesia. Tem sentimento. Tem recomeço. Tem todos os adjetivos possíveis capazes de te convencer que este com certeza é um livro que você deve trazer para sua vida.

Os guardanapos (nem sempre legíveis), tem um humor inteligente e um toque de melancolia, que utilizando-se de pequenos trocadilhos, acabam sem querer "querendo" criando ditados que nos servem de inspiração, e apesar de serem apenas frases, nos fazem refletir até mais que um texto de várias páginas. Realmente Antônio, muita alma nessa hora.


“Coragem: você tem cinco dedos em cada não.”

“Quem nunca amou que atire a primeira perda.”

“Quando eu dormia menos, sonhava mais.”



Eu gostaria de colocar todos os guardanapos aqui, simplesmente por que todas as frases são lindas e além de lidas, todas merecem serem sentidas. Mas você pode acompanhá-las pela página do facebook – que por sinal dá vontade de compartilhar todas as publicações. 



O livro é incrível, assim como tudo que Pedro Gabriel faz. Ele transmite o que sente de uma maneira tão leve e sincera, que a meu ver, é o que faz com as pessoas se identifiquem tanto com os guardanapos. São apenas pedaços de papel escritos em uma mesa de bar, mas contém algo que com certeza está em falta no mundo: AMOR. E mesmo dizendo que o amor é um divisor de mágoas, ele nos mostra como ser feliz é inédito.

“Grandes amores são grandes dúvidas. Não vive-los é morrer com grandes dívidas. ”


Se você ainda não conhece, procure por alguns guardanapos e analise se vale a pena adquirir o livro. Se você gosta de poesia, tenho certeza que a resposta será “sim”.

Te encontro no próximo post,
Beijos da Tami. 


6 comentários:

  1. Eu amo poesias e estou louca para ler esse livro!Ótima resenha ♥

    http://escritorizando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é incrível e vale super a pena. Garanto que não se arrependerá!
      Muito obrigada lets ♥

      Excluir
  2. Esse livro é lindo, já coloquei na minha playlist!

    http://www.myuniversoparticular.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Tenho certeza que não irá se arrepender! ♥

      Excluir